O que sua camiseta diz sobre você?

21 01 2008

spfwinverno200701.jpg a.jpg

Febre nos anos oitenta, as camisetas com slogans estão de volta. Suas mensagens vão desde a simples “Love Life!” até outras verdadeiramente políticas, como “Blow Bubbles, Not Bombs”, “Drop Beat! Not Bombs!” e “Make Love, Not Missiles”.

O fato é que tudo começou na London Fashion Week de setembro do ano passado, quando o estilista estreante Henry Holland convenceu seus colegas de profissão a usarem camisetas com o nome de seus rivais. Nos anos oitenta, a estilista Katharine Hamnett foi a responsável pela criação de camisetas que refletiam os movimentos políticos da década, com frases relacionadas ao meio-ambiente, como “Save Life On The Earth” e contra a guerra, como “Choose Life”.

Mas seu slogan mais famoso é com certeza “Frankie Say Relax”, feita para a banda de pop britânica Frankie goes to Hollywood, em referência a sua música mais famosa, “Relax”.Aqui no Brasil a Forum lançou em 2003 a campanha “Brasil, Veste a sua camisa”, com a renda das vendas das camisetas sendo revertida para o projeto Brasil sem frio.

Palavras como “Luta”, “Honestidade”, “Esperança” e “Respeito” ilustravam as peças que foram sucesso de vendas. Também em 2003, a Vide Bula lançou a famosa camiseta com a foto do presidente dos EUA, George W. Bush com um nariz de palhaço e a frase “The World Is Not A Joke”. Nos dias de hoje o que não falta é assunto para estampar camisetas, não é mesmo?

Dominic Andrew

Anúncios




Fabrício Peçanha em Maringá dia 25 de Janeiro no Nite

18 01 2008

nite_novo_1212200684528600.jpg pecanha_hypno.jpg

Fabrício Peçanha é um daqueles raros DJs que pode te fazer gostar de um estilo musical e modificar os teus conceitos. Ele é capaz de lotar qualquer festa, arrastar multidões e te hipnotizar com o seu carisma inconfundível.

Com técnica, feeling e batidas ritmadas, este DJ de Porto Alegre (RS) tornou-se o que se pode chamar de o “maestro das pistas”. Conduzindo clubs, raves e festivais com sua música cativante e explosiva, Fabrício não deixa ninguém parado. É vibração garantida!!!

Desde o início dos anos 90, Peçanha vem marcando forte o seu nome no Brasil e no exterior através de um trabalho espontâneo e dedicação integral. A história começa com a vitória num campeonato estadual de Djs, em Porto Alegre. Desde então, não parou mais, sendo um dos personagens mais ativos da cena eletrônica brazuca.

Após a citação na revista americana XLR8R (São Francisco/US) em 1997, o Dj cresceu mais ainda, apresentando-se em Buenos Aires (ARG), na rave Energy Parade, no ano de 2000. Nesse evento que atraiu mais de 150 mil pessoas, Peçanha tocou ao lado de importantes nomes da música eletrônica mundial como: Westbam (GER), Sterling Moss (UK) e Afrika Slam (US). No mesmo ano seguiu para Acapulco, integrando o line up do Aca World Sound Festival que atraiu mais de 300 mil pessoas e foi considerado um dos maiores eventos de música eletrônica da América Latina. Fabrício Peçanha marcou presença, nesse evento, ao lado de tops como Carl Cox, Danny Tenaglia, LTJ Bukem, Moby, David Morales, Little Louie Vega, Dave Seaman, John Digweed, Deep Dish, Seb Fontaine.

Entre 2000 e 2001 realizou tours bem sucedidas no exterior com apresentações nos Estados Unidos, Suíça e Argentina. No Brasil as apresentações ocorrem de norte a sul em clubs, raves e festivais como MegAvonts, Parada da Paz (SP), Rio Parade (RJ), Recife Beats e Skol Beats (nas edições de 2002 a 2004). Nesses eventos tocou ao lado de Ritchie Hawtin (aka Plastikman), Groove Armada, Mr. C., Layo & Bushwaka, Mauro Picotto, Green Velvet, Derrick May, Dave Clarke, Darren Emerson, Colin Dale, Dave the Drummer, Hernan Cattaneo e a dupla Circulation, entre outros.

É residente e um dos mentores do núcleo de festas Fulltronic de Porto Alegre, sendo o maior evento de música eletrônica do estado do Rio Grande do Sul. É um dos sócios da Spin Club, também em Porto Alegre, considerado o melhor club da cidade pela revista Veja (2004). Na Fulltronic, Peçanha tocou ao lado de Oxia, Trevor Rocklife, Satoshi Tommie, Marco Bailey, Chris Liberator, Technasia, Layo & Bushwaka, Colin Dale, entre outros.

Os sets deste DJ são capazes de gerar cenas únicas e muitas vão ficar gravadas na memória de quem já dançou, aplaudiu ou apenas ficou olhando. O povo argentino é um dos fãs mais fervorosos do DJ e em 2003 durante apresentações por lá foi no club Big One que se viu uma das mais belas manifestações do público para com um DJ. Em determinado momento, uma grande bandeira do Brasil foi aberta na pista e na faixa branca onde originalmente se lê “Ordem e Progresso”, estava o nome de Fabrício Peçanha. Foi um dos momentos de maior emoção na carreira do DJ e um comprovante a mais pelo seu reconhecimento. O mesmo club Big One lhe conferiu residência bimestral desde então. Outra cena única foi no Skol Beats 2004, onde mais de mil pessoas se abaixaram na frente do DJ, uma forma de demonstrar a gratidão pelo fantástico set.

Fabrício Peçanha vem levando a sério a carreira de produtor musical, compondo faixas tais com o primeiro single “Cordel” (lançado em 12″ por uma gravadora americana) que fez bastante sucesso. Os objetivos de Peçanha no estúdio são de criar mais singles, fazendo com que se torne um artista cada vez mais completo.

Sem dúvida o DJ tornou-se um dos maiores nomes da cena techno/techouse da América do Sul aclamado por público DJs e produtores. Devido ao seu trabalho profissional e sendo um dos desbravadores e pioneiros na cena de música eletrônica no sul do Brasil, Fabrício Peçanha integra o cast da Hypno DJs desde 2000.





DICA CULTURAL

17 01 2008

cidadenegra.jpg

CIDADE NEGRA

O repertório deste registro ao vivo do Cidade Negra em DVD é inteiramente pautado por versões da MPB e do pop rock brasileiro. Em show gravado no Teatro Popular de Niterói, em 16 de agosto de 2007, o grupo liderado por Toni Garrido relê o material de forma coesa, sempre norteado pelo acento radiofônico de seu reggae.

Se não marcam este trabalho pela ousadia na revisão do material alheio, os músicos acertam em cheio ao adequarem o variado repertório à sonoridade característica da banda. Nas versões, os músicos reafirmam a linguagem pop tipicamente brasileira de sua música, levemente adornada pelas vibrações do gênero jamaicano.

O quarteto é acompanhado por sete músicos de apoio e desfila temas de Lulu Santos, Caetano Veloso, Clube na Esquina, Novos Baianos, Cassiano, Djavan, Cazuza, Paralamas do Sucesso, Legião Urbana, Belchior, Marina Lima, Vinícius Cantuária, em um roteiro de dezoito canções distribuídas em pouco mais de uma hora de show.

É uma trilha sonora perfeita para entreter noitadas de verão nas praias de todo o país. Nos extras do DVD, um making of com bastidores da apresentação. Como o próprio nome indica, a diversão é garantida. (MARCUS MARÇAL)

A CASA DO TOM

A Casa do Tom -Mundo, Monde, Mondo” é uma surpreendente viagem pelo cotidiano doméstico do maestro Tom Jobim (1927-1994) em seus últimos anos de vida. Dirigido pela viúva de Tom, Ana Jobim, tem quase uma hora de imagens inéditas que revelam o interesse do músico pela arquitetura, pela natureza, pela família, pela poesia, pelo Brasil – pela vida, enfim.

São cenas registradas ao longo de 15 anos felizes nas três “casas” que um dos criadores da bossa nova manteve na época -a casa carioca do Jardim Botânico (“no sovaco do Cristo, na axila cristã”), a casa de Poço Fundo, região serrana do Rio (origem de canções como “Águas de Março” e, acreditem, “Dindi”) e o pequeno apartamento de Nova York (que Tom, humorado, define como “a view with the room”). E contam a história dos lugares e da relação de Tom com eles, com a família e os amigos e com as cidades em volta.

Também não falta muita música, como o registro do processo de composição de “Meu Amigo Radamés” e do “Tema para Ana” -que acabaria virando tema de abertura da novela global “Força de um Destino” em 1999. Ou o saboroso ensaio com a família Caymmi. Ou a formação da Banda Nova, que acompanhou Tom nos últimos projetos.

Os extras trazem mais 15 minutos do sarau com os Caymmi, além de Tom acompanhando Maucha Adnet em “Curare”, de Bororó. Também tem o maestro declamando seu poema “Chapadão”, que levou oito anos para ser concluído (segundo Ana, o dobro do tempo que levou para construir a casa do Jardim Botânico), e lendo Pablo Neruda em espanhol. Para fechar, uma seleção de frases de efeito ditas pelo compositor durante entrevista a Ana.

O caprichado DVD da Biscoito Fino é complementado por um livreto com fotos tiradas por Ana, falas e stills retirados do documentário e com a íntegra do poema “Chapadão”. (ROGER MODKOVSKI)





QUANTO VALE SUA VIDA?

15 01 2008

agenda_mama.jpg 20061011152921mama1.jpg

Quer queira ou não, todo início de ano, não passa de uma troca de data no calendário, mas a passagem de um ano para o outro vem sempre carregada de muito simbolismo, que alimenta a crença de que as coisas podem mudar para melhor. O momento anima a estabelecer metas e resoluções para o novo ano que começou. Promessas que, que em muitos casos, ficam apenas no campo das intenções e logo são abandonadas nas primeiras semanas.
Para se olhar o futuro é importante refletir sobre o passado. Entender a razão das derrotas, perdas e os motivos das vitórias. Isto ajuda a escolher as providências necessárias para que os projetos pessoais e meta sejam realizadas.
O Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate e Câncer de Mama, também faz essa reflexão do trabalho realizado, e temos a plena certeza que todo o nosso trabalho realizado já é recompensado quando conseguimos salvar a vida apenas de uma única mulher.
Talvez, você esteja se perguntando nesse momento se isso não é muito pouco.
Mais afinal, quanto vale a vida de uma pessoa? Fica fácil estimar um suposto valor para a vida de uma pessoa desconhecida. Vamos ser mais realista e estimar um valor para uma pessoa que você conhece melhor do que todos, você mesmo.

Quanto Vale a Sua VIDA?

Acreditamos que você nunca tenha pensado em responder essa pergunta. Por isso, nós vamos ajudar a você tentar fazer esse estranho e interessante cálculo.
Em primeiro lugar você tem que utilizar o RE – Redutor de Equalização.

RE – Redutor de Equalização:

Não seria justo comparar pessoas que tiveram boas oportunidades na vida, com pessoas que nem sempre tiveram as mesmas oportunidades. Por isso, esqueça se você é rico ou pobre, se um profissional bem sucedido ou um desempregado, se é um juiz ou um lixeiro, se nasceu numa mansão ou num casebre, se nasceu na cidade ou na roça. Enfim esqueça o bens materiais e o que você possa produzir.

CSS – Coeficiente de Satisfação Sentimental:

Agora que supostamente você é igual a todas pessoas e que todas pessoas são também iguais a você, ficará mais fácil avaliar o valor dos sentimentos mais simples e alegres da vida e comum a todos nós:
Quanto vale a alegria do primeiro beijo da sua vida?
Quanto vale o sentimento de paixão do primeiro namorado?
Quanto vale o sentimento de compromisso do noivado?
Quanto vale a alegria de se casar com a pessoa amada?
Quanto vale a sensação de estar grávida formando uma família?
Quanto vale o sentimento de ser mãe e amamentar o seu filho?
Quanto vale a alegria de ver seus filhos crescerem com saúde?
Quanto vale a satisfação de ver seus filhos se casarem?
Quanto vale a alegria de ter e conviver com os netos?
Enfim quanto vale tudo isso, apenas uma vida simples e normal ?

Cálculo Final:

Se você conseguiu descobrir Quanto Vale a Sua Vida!
Então você saberá quanto Vale a Vida de Uma Mulher Salva!
Aproveite a vida e a viva intensamente sem medo de ser feliz.
Pois, muitas mulheres não tiveram a sorte de usufruir nem 25% da VIDA!


Por isso, o que é pouco para você, é muito para eles!
Colabore com os projetos do Instituto Neo Mama e Ajude SALVAR!

O seu clique solidário não custará nada.
O Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama em conjunto com a Equipe do Site do Câncer de Mama gerenciam uma campanha que necessita de cliques para alcançar quotas que lhes permitam oferecer mamografias gratuitas a mulheres brasileiras necessitadas.

http://www.cancerdemama.com.br/





Nunca mais confunda olhar e ver

10 01 2008

naylor.jpg


Depois de uma de suas muitas crises distímicas, o escritor francês Marcel Proust saiu de um isolamento de seis meses do seu apartamento preto em Paris, foi a uma lanchonete e pediu chá com biscoito de limão. Ao sentir o cheiro do biscoito molhado no chá, voltou correndo para casa e começou a escrever sua obra-prima: Em busca do tempo perdido. É do mesmo autor a célebre frase: “a verdadeira origem da descoberta consiste não em procurar novas paisagens, mas em ter novos olhos”. Infelizmente nem todos podemos fazer coisas maravilhosas comendo biscoito e tomando chá, mas todos nós podemos aprender a ter novos olhos.

Olhar quer dizer lançar os olhos sobre alguma coisa; ver, no entanto, significa divisar esta mesma coisa, identificá-la, senhorear-se dela. O sucesso na vida profissional depende da nossa maior ou menor capacidade de reconhecer oportunidades, de entender as situações e nós mesmos. O que o mundo dos negócios quer é pessoas cada mais preparadas para a visualização das nuances do mercado em que estão inseridas e mais pessoas estão fingindo que nada vem mudando. Para tanto, algumas breves lições merecem que nos debrucemos sobre elas, para conseguirmos não apenas olhar, mas ver o que o mundo à nossa volta tem a nos oferecer. São elas:

1) Ninguém vê tudo. Se você viu algumas oportunidades passarem pela sua porta sem conseguir identificá-las, lembre-se de que não está sozinho. O ditado popular alerta que “a oportunidade bate muitas vezes na nossa porta e nós não a ouvimos porque estamos no quintal procurando o trevo de quatro folhas”. Isso pode ter acontecido com você, mas tenha certeza de que você não estará sozinho. O mundo é feito dos olham, dos que vêem e dos que pensam que vêem.

2) Não existem gênios da lâmpada. Quem almeja o sucesso não pode esperar que ele venha por decreto, pelo gênio de Aladim ou pelas mãos dos governantes;

3) Sucesso é sinônimo de trabalho. É muito comum ouvir das pessoas que elas esperam ser bem-sucedidas na vida. A maior parte delas, no entanto, só não sabe o trabalho que isso dá, nem querem pagar preço algum;

4) O vitorioso é ousado. Definitivamente medo e sucesso não combinam. Quem quer o ponto mais alto do pódio tem de quebrar regras, enfrentar pessoas, lutar contra situações, convencer a maioria, discordar do óbvio e, sobretudo, ter coragem para sustentar seus sonhos, suas metas e a direção firme da luz que brota do seu olhar;

5) A humildade é uma equação que precisa ser resolvida. Há quem confunda pobreza com humildade e simplicidade com simplismo. Esses atributos nada tem a ver um com o outro;

6) A pessoa de sucesso é um eterno vendedor de si mesmo. Se você não puder se vender, ninguém poderá fazê-lo.

Além disso, tudo é preciso lembrar que não há sucesso no vazio, que as pessoas devem tomar conhecimento que o nosso apogeu e a nossa felicidade têm de estar ligados ao bem-estar dos outros também. Há muitos biscoitos e chá para aquém os quiser. Ver quer dizer reconhecer-se a si e aos outros. Sozinhos nós vamos mais rápido, mas em equipe podemos ir mais longe e o mais importante na vida não é seguir mais rápido, mas chegar mais longe. A isso chamamos ter novos olhos, ou simplesmente, sucesso.

Nailor Marques Jr. é professor, palestrante e autor de vários livros, entre eles Educação para a felicidade.





Lançada ontem a Rádio Mix FM 97,9 MHz em Maringá

8 01 2008

logo-mix-maringa.jpg
 

O SBC ( Sistema Barros de Comunicação) tem um carinho enorme pela Cidade Canção e cada vez mais procuram trazer o que há de melhor para os maringaenses.

Lançaram a Rádio Mix FM 97,9 MHz que promete ferver na cidade.

E como não poderia deixar de ser a Mix FM é Click do Gato e Vice e Versa.

Acessem : http://www.mixfmmaringa.com.br





Feliz Ano Novo

4 01 2008

marcio-art.jpg ano_novo.jpg

Ano Novo

Receita de Ano Novo

Carlos Drummond de Andrade

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
Cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com o tempo já vivido

(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano não apenas pintado de novo,
recomendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser, novo

até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,

mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,

não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens? passa telegramas?).
Não precisa
Fazer lista de boas intenções

Para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependimento

Pelas besteiras consumadas
Nem parvamente acreditar
Que por decreto da esperança
A partir de janeiro as coisas mudem
E seja tudo claridade, recompensa,
Justiça entre os homens e as nações,
Liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,

direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que
não é fácil, mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo
Cochila e espera desde sempre.

ANO NOVO
20 dicas para ser mais feliz

1. Veja o nascer do sol, pelo menos uma vez por ano
2. Elogie três pessoas por dia
3. Olhe as pessoas nos olhos
4. Cante no chuveiro
5. Saiba perdoar a si e aos outros
6. Aprenda três piadas boas, mas inocentes
7. Trate a todos como você gostaria de ser tratado
8. Faça novos amigos
9. Não adie uma alegria
10. Surpreenda os que você ama com presentes inesperados
11. Aceite uma mão estendida
12. Reconheça seus erros
13. Sorria! Não custa nada e não tem preço
14. Pare para sentir o perfume das flores
15. Não ore para pedir coisas: só sabedoria e coragem
16. Dê às pessoas uma segunda chance
17. Respeite todas as coisas da vida
18. Dê o melhor de si no trabalho
19. Jamais prive uma pessoa de esperança. Pode ser que ela só tenha
isso
20. Faça novos amigos